betfair - bares e restaurantes – betfair – betfairhttps://www.jystxc.comAcesse conteúdos jornalísticos, nos mais variados formatos, focados na informação como aliada das micro e pequenas empresasMon, 11 Dec 2023 01:34:29 +0000pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=6.2.3betfair - bares e restaurantes – betfair – betfairhttps://www.jystxc.com/cultura-empreendedora/bares-e-restaurantes-esperam-faturamento-7-maior-com-festas-corporativas/Mon, 11 Dec 2023 11:30:13 +0000https://www.jystxc.com/?p=19051Para o os empresários do setor de bares e restaurantes, dezembro é sempre o melhor mês de faturamento, especialmente por conta das festas e confraternizações de fim de ano. “Este período é superinteressante, pois nos permite pagar o 13º salário dos funcionários e garantir uma gordurinha para o início de ano, quando costuma cair um pouco o movimento”, afirma o empresário Thales Furtado, proprietário do Primeiro Bar, eleito por cinco vezes o melhor do ramo em Brasília.

De acordo com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), a expectativa para o setor é de alta de 7% no faturamento em relação ao mesmo período no ano passado. “Aqui, no Primeiro Bar, se comparar com o mês de novembro, o aumento é de quase 20%”, comenta o empreendedor que já passou pelo Empretec do Sebrae no Distrito Federal. Por isso, para os fins de semana, Thales Furtado contrata mais profissionais para dar conta da demanda. A pesquisa da Abrasel mostra que, assim como o empreendedor brasiliense, 35% das empresas do ramo pretendem contratar funcionários.

Ele conta que neste ano as reservas para confraternizações se concentraram a partir do dia 1º de dezembro e vão até 23 de dezembro. O espaço comporta até 400 pessoas e a cozinha oferece um cardápio que se adapta às expectativas das equipes interessadas em realizar a festa. “Temos pacotes especiais para confraternizações na hora do almoço ou do jantar, além de um com rodízio de petiscos. A grande maioria prefere fazer comanda individual e cada um acerta a sua conta no final”, explica.

“Os restaurantes devem estar preparados para receber um grande número de reservas e pedidos de encomendas, e devem garantir que tenham pessoal e recursos suficientes para lidar com o aumento da demanda. Os donos dos estabelecimentos também devem estar atentos ao menu especial de fim de ano, à limpeza, à decoração e ao ambiente, que devem agradar aos clientes”, aponta o analista de Competitividade do Sebrae Luiz Rebelatto.

Para conquistar o cliente, Thales contou ainda que é importante ter diferentes alternativas para atender o público. Além disso, as redes sociais merecem uma atenção especial. “Mais de 80% das nossas vendas vêm do investimento que fazemos no Instagram e Facebook. Desde o início de novembro, também investimos em um ponto de venda na loja falando sobre as confraternizações”, comenta.

O analista do Sebrae ressalta que o crescimento no faturamento das festas de fim de ano de 2023 ainda pode estar ligado indiretamente ao fim da pandemia.

Muitas empresas estão ansiosas por comemorar suas realizações com seus funcionários após um período difícil. A importância disso para o fechamento do ano e para o fôlego desse setor é enorme, pois são festas muito lucrativas, que podem ajudar a impulsionar o crescimento econômico.
Luiz Rebelatto, analista de Competitividade do Sebrae.

Pós-venda

O Sebrae orienta que uma das tarefas mais importantes para o setor de bares e restaurantes é preparar análises pós-vendas, que podem auxiliar na avaliação do impacto das festas de confraternização corporativas no faturamento e compreender melhor as preferências dos consumidores. “Esse feedback dos clientes é fundamental para determinar quais opções de menu foram mais populares, com melhor aceitação e quais as áreas que precisam de melhorias. Os restaurantes também podem oferecer descontos e promoções especiais para incentivar os clientes a voltarem no futuro”, destaca Luiz Rebelatto.

]]>
betfair - bares e restaurantes – betfair – betfairhttps://www.jystxc.com/cultura-empreendedora/abrasel-e-sebrae-oferecem-solucoes-gratuitas-para-empresarios/Wed, 06 Dec 2023 19:33:42 +0000https://www.jystxc.com/?p=18987No mercado competitivo do empreendedorismo, a educação continuada surge como a aliada fundamental dos empreendedores que desejam inovar. O cenário atual demanda uma adaptação rápida às novas tendências e a aquisição de habilidades inovadoras. Nesse contexto, surge a parceria entre a Abrasel e o Sebrae. A iniciativa representa uma fonte de oportunidades educacionais acessíveis, com soluções inteiramente gratuitas ao público.

A parceria nasceu para apoiar empreendedores do setor da alimentação fora do lar, mas funciona para empresários de todas as áreas que desejam ampliar conhecimento técnicos e práticos. As ações não apenas capacitam os gestores, mas contribuem para o fortalecimento e crescimento sustentável do setor empreendedor brasileiro, além de impulsionar financeiramente os empreendedores.

O incentivo é observado pelos empresários e a proprietária do restaurante Beggiato, em Belo Horizonte (MG), Fernanda Beggiato, destaca as vantagens do acesso aos programas: “Conversei com consultores do Sebrae em um dos cursos, obtive diversas ideias para resolver questões do meu dia a dia. Além disso, no programa Brasil Mais Produtivo, recebi apoio para implantar um sistema digital no restaurante, acompanhado de um auxílio de R$ 2 mil”.

As soluções gratuitas são oferecidas no site da parceria. Para o consultor técnico do Sebrae e proprietário do restaurante Maria das Tranças, na capital mineira, Ricardo Rodrigues, a parceria é uma peça fundamental para pequenos empreendedores iniciarem um caminho de inovação. “O Sebrae desempenha um papel crucial em apoiar pequenos e microempresários, incluindo os do setor de bares e restaurantes. Essas soluções fornecem informações valiosas, iluminando caminhos empresariais diferenciados”, destaca Rodrigues.

Conheça algumas das soluções da parceria entre Sebrae e Abrasel:

  • Diagnóstico para eficiência energética nos pequenos negócios:
    A parceria entre a Abrasel e o Sebrae oferece uma ferramenta de autodiagnóstico on-line, permitindo que empresas do setor avaliem seu consumo de energia. A análise possibilita a identificação de pontos críticos e oportunidades de otimização. Além disso, o Sebrae promove uma jornada de eficiência energética, como estratégia para reduzir custos e aumentar a lucratividade das empresas.
  • Up Digital:
    O programa auxilia o empreendedor a atrair mais clientes para o local e vender mais, unindo teoria e prática no uso das ferramentas digitais. Ao explorar como o marketing digital pode impulsionar estabelecimentos, o programa traça estratégias para impulsionar a presença on-line nas redes sociais e criação de conteúdo.
  • Brasil Mais Produtivo:
    Este programa funciona como uma solução para empreendedores que buscam melhorar a produtividade, dividido em fases de diagnóstico e implementação, com acesso a um método prático e adaptável a cada estabelecimento. A ação ainda conta com o apoio de bolsistas do Sebrae e a possibilidade de receber até R$ 2 mil para contratar a ferramenta digital escolhida ao completar a trilha de transformação digital do programa.
  • Diagnóstico para pequenos negócios sobre a pauta ESG:
    Esta ação possibilita um autodiagnostico sobre as práticas ambientais, sociais e de governança da empresa com devolutiva on-line. É o início de uma jornada junto ao Sebrae para aplicar estratégias de ESG e ganhar competividade com o cliente. Os empreendedores podem realizar uma análise abrangente de suas ações no que diz respeito à sustentabilidade e responsabilidade social; processo não apenas revela áreas de destaque, mas também identifica oportunidades de aprimoramento.

-

Conheça mais sobre as soluções em www.parceriasebrae.abrasel.com.br.

]]>
betfair - bares e restaurantes – betfair – betfairhttps://www.jystxc.com/dados/limpeza-e-atendimento-pesam-mais-que-preco-na-hora-de-brasileiros-escolherem-um-bar-ou-restaurante/Tue, 24 Oct 2023 10:56:07 +0000https://www.jystxc.com/?p=17874A maior pesquisa sobre alimentação fora do lar já realizada com consumidores no Brasil revelou as características consideradas mais importantes na hora de decidir pelo bar ou restaurante. Supreendentemente, o sabor da comida e o preço do prato não são os aspectos mais determinantes na escolha. Com mais de 6 mil respondentes em todas as regiões do país, o levantamento feito pelo Sebrae em parceria com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) mostrou que a limpeza e a higiene nas instalações (32,4%), a cordialidade, educação e conhecimento dos atendentes (17%) e o ambiente do estabelecimento (12,4%) são os fatores mais preponderantes.

A pesquisa mostra ainda que, no dia a dia daqueles que frequentam bares e restaurantes, a maior parte (93%) opta por consumir refeição e bebidas no próprio estabelecimento e 66,3% afirmam comer fora de duas a cinco vezes por mês. Quando consultados sobre as maiores motivações para sair de casa, os entrevistados puderam escolher múltiplas respostas e as preferidas foram: ir a alguma celebração/festa (76,6%) e conversar/se divertir com amigos (76,3%).

Para o presidente da Abrasel, Paulo Solmucci, os resultados da pesquisa trarão contribuições significativas nos processos de tomada de decisão dos empreendedores do setor e de formuladores de políticas públicas. “O nosso objetivo com esse movimento é gerar produtividade e estamos otimistas com os dados apresentados. Não temos dúvidas de que os resultados trarão uma contribuição definitiva para melhorar os ambientes de negócio no país”, afirma.

O presidente do Sebrae, Décio Lima, concorda que a pesquisa revela direcionamentos importantes para os empreendedores que atuam no setor de alimentação fora do lar.

Trata-se de um dos segmentos mais importantes de pequenos negócios. São empreendedores que atuam nas comunidades, nos bairros e nos grandes centros, gerando emprego e renda. Além disso, sabem que a inovação e a sustentabilidade são fatores essenciais para atrair as pessoas que buscam momentos de lazer quando saem de casa para fazer uma refeição. Isso passa, necessariamente, pelo cuidado e pela qualificação de toda a equipe.
Décio Lima, presidente do Sebrae Nacional.

Números da pesquisa

Características mais importantes na hora de escolher um local para comer fora de casa:

  • Limpeza e higiene nas instalações: 32,4%;
  • Cordialidade, educação e conhecimento dos atendentes: 17%;
  • Ambiente do estabelecimento: 12,4%;
  • Comida gostosa: 10,3%;
  • Preço acessível: 7,2%.

Hábitos de consumo dos brasileiros:

  • No dia a dia, 75,5% dos brasileiros se alimentam com comida preparada em casa;
  • Quando optam por comer fora, 93% fazem a refeição no próprio estabelecimento;
  • De maneira geral, as pessoas frequentam estabelecimentos por motivos de lazer, seja para celebrar alguma data especial (76,6%) ou para conversar e se divertir com amigos (76,3%).

Acesse a pesquisa completa:PesquisaAbrasel_Sebrae_2023

]]>
betfair - bares e restaurantes – betfair – betfairhttps://www.jystxc.com/dados/pesquisa-mostra-como-paranaenses-estao-fazendo-refeicoes-fora-de-casa/Thu, 19 Oct 2023 18:51:02 +0000https://www.jystxc.com/?p=17745A alimentação fora do lar está em alta. Dados presentes no “Panorama de consumo – refeições fora do lar e delivery”, realizada pelo Sebrae/PR e pela Fecomércio/PR, apontam que 72% da população paranaense almoça pelo menos uma vez por mês fora de casa. Na sequência, a segunda refeição mais realizada é o jantar, com 64%. No total, 31% afirmaram que almoçam cinco ou mais vezes por mês fora de casa. Ao todo, a pesquisa contou com 435 entrevistas de participantes de diferentes regiões do Estado.

A coordenadora de Turismo, Economia Criativa e Artesanato do Sebrae/PR, Patricia Albanez, vê que os resultados indicam uma tendência, onde os paranaenses estão em busca de uma opção de lazer e de convivência social, além da necessidade de comer no dia a dia.

“A pesquisa nos auxilia a entender esse cenário, para poder dar suporte a quem empreende, que está planejando novas ideias para o seu negócio, em buscar de melhores formas de se posicionar. Ela vai ajudar quem empreende a entender melhor sobre o comportamento do consumidor”, comenta.

O levantamento ainda aponta que 50% das refeições fora de casa são por necessidade como, por exemplo, o trabalho. Quando perguntados sobre a frequência de realizar essas atividades, as pessoas que trabalham no formato híbrido possuem maior tendência a se alimentar em um outro ambiente.

Desse público, 84% fazem o jantar e outros 82% o almoço fora de casa pelo menos uma vez por mês, número maiores de quem possui uma rotina presencial. Nesse público, 66% responderam jantar fora e 78% responderam almoçar fora em um momento do mês. Entre quem trabalha de forma remota, os números são de 64% e 63%, respectivamente.

Além disso, os encontros costumam ser principalmente em família (74%), seguidos por amigos (53%) e por quem almoça sozinho (39%).

O coordenador da Câmara Empresarial de Turismo da Fecomércio PR, Giovanni Diego Bagatini, destaca a velocidade das transformações no cenário.

“Elas impactam diretamente nos negócios, trazendo oportunidades e ameaças. O empreendedor contemporâneo precisa estar antenado às mudanças de comportamento do consumidor para se adaptar e se manter competitivo e até mesmo aproveitar novas oportunidades”, aponta.

Qualidades desejadas

O panorama também apresenta os principais aspectos envolvidos na decisão ao escolher um ambiente para visitar. Em uma escala de zero a dez, os pontos mais procurados são a “qualidade da comida” e a “higiene e limpeza”, ambos com nota de 9,5, e o “atendimento ao cliente”, com 9,2.

“A utilização de tecnologia e as inovações para simplificar cardápios, a elaboração de pratos com poucos ingredientes, mas de qualidade, além da adoção de processos e equipamentos que auxiliem no volume, na logística do atendimento, são tendências que podem ser aderidas pelos estabelecimentos”, explica Patricia Albanez.

Quanto aos itens que auxiliam na escolha do estabelecimento, as principais respostas foram sobre “produtos saudáveis” (8,5), “responsabilidade social” (8,2), “sustentabilidade” (8,1) e “origem local dos insumos” (8,0).

Conforto

A pesquisa questionou, ainda, sobre as características mais buscadas nos locais. Nesse ponto, o destaque foi para o “rodízio” (8,8), seguido por “buffet” (8,7) e “opções à la carte” (8,1) com as maiores preferências. As opções de “pratos executivos ou feitos” (7,9) e “cardápios em QR code” (6,8) aparecem na sequência.

Tíquete por refeição

Sobre os valores médios gastos em alimentação fora do lar, o destaque vai para o período da noite, com o jantar e o happy hour tendo os maiores valores, sendo R$ 76,00 e R$ 64,40, respectivamente. A média de todas as refeições foi de R$ 51,54.

Pedidos para entrega

O “Panorama de consumo – refeições fora do lar e delivery” também apresenta o comportamento dos paranaenses em relação a pedidos de entrega, onde 18% afirmam pedir alimentos de aplicativos, como iFood e Rappi, cinco ou mais vezes por mês. A maior parcela (30%) pede entre uma e duas vezes mensalmente e 22% não consome o serviço.

A entrega própria pelos estabelecimentos, com pedidos via telefone, WhatsApp ou aplicativo local, teve números similares, com 34% afirmando pedir entre uma e duas vezes. Outros 25% afirmaram não realizar pedidos nesse formato.

“Não há uma receita de sucesso, mas olhar para este quadro de consumo dá ideia de nichos e oportunidades que têm maior chance de sucesso diante do perfil do consumidor no pós-vacina da covid-19”, explica Patricia Albanez.

Nesse modelo, os atributos mais buscados são as “opções de pagamento” (8,9), “atendimento ao cliente” (8,5), “precisão do pedido” (8,4) e “embalagem adequada “(8,4).

Quando questionados sobre os pontos mais valorizados, os clientes buscam por “higiene e limpeza” (9,3), “qualidade da comida” (9,2) e atendimento ao cliente (9,0).

]]>
betfair - bares e restaurantes – betfair – betfairhttps://www.jystxc.com/economia-e-politica/solucoes-gratuitas-estimulam-o-lucro-de-empresas-do-setor-de-bares-e-restaurantes/Mon, 02 Oct 2023 15:48:15 +0000https://www.jystxc.com/?p=17274Com o objetivo de melhorar a lucratividade de bares e restaurantes sem aumento de custos, o Sebrae, em parceria com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), está disponibilizando cursos e soluções gratuitas para empresários do setor impulsionarem os ganhos dos seus negócios, reduzindo desperdícios.

Quem confirma as vantagens dos programas é Fernanda Beggiato, proprietária do restaurante Beggiato, em Belo Horizonte (MG). “Tive conversas com consultores do Sebrae em um dos cursos e isso me trouxe várias ideias que ajudam a resolver questões no meu dia a dia. Além disso, no programa Brasil Mais Produtivo, tive o apoio de uma assessoria para implantar um sistema digital em nosso restaurante, além de um auxílio de R$ 2 mil”, destaca.

Atualmente, são oferecidos um curso e duas soluções, que são, respectivamente: “Aumentando a lucratividade com a eficiência energética”, “Up Digital” e “Brasil Mais Produtivo”. Para conferir os conteúdos, o empreendedor deve fazer uma pré-inscrição neste site.

Entenda mais sobre cada um dos conteúdos e como eles podem impulsionar o seu negócio:

  • Aumentando a lucratividade com a eficiência energética
    A capacitação ensina como medir o consumo e melhorar a eficiência dos equipamentos no negócio, que ajudarão a diminuir os custos com a energia elétrica e aumentar o lucro do estabelecimento. Fazendo o curso, você conseguirá aplicar as melhores práticas de consumo de energia, para reduzir os custos e desperdícios, e para ter melhores resultados no bar ou restaurante.
  •  Up Digital
    Este programa ensina aos empreendedores como o marketing digital pode ajudar no estabelecimento. O dono de bar ou restaurante saberá mais sobre estratégias de presença online nas redes sociais e criação de conteúdo. O curso conta com a experiência de consultores para garantir o apoio e entendimento total para os alunos.
  • Brasil Mais Produtivo
    A solução é para o empreendedor que deseja melhorar a produtividade. Dividido entre as fases de diagnóstico e implementação, o empresário terá acesso a um método prático e aplicável a particularidade de cada estabelecimento. É realizado com auxílio de bolsistas do Sebrae. A empresa pode receber até R$ 2 mil do Sebrae para contratar a ferramenta digital que escolher se fizer a trilha da transformação digital do programa.

“O Sebrae é uma instituição que apoia o pequeno e microempresário, inclusive do setor de bares e restaurantes. A instituição tem o papel de ajudar pessoas que não possuem tanto acesso à informação e dar uma luz empresarial diferenciada. Esse é o papel dos cursos oferecidos”, afirma Ricardo Rodrigues, consultor técnico do Sebrae e proprietário do restaurante Maria das Tranças, em Belo Horizonte.

Para conferir mais informações sobre os cursos e soluções, basta acessar osite da parceria entre a Abrasel e o Sebrae.

]]>
betfair - bares e restaurantes – betfair – betfairhttps://www.jystxc.com/cultura-empreendedora/capacitacoes-gratuitas-para-donos-de-bares-e-restaurantes-trazem-inovacoes-de-baixo-custo-com-alto-impacto/Tue, 25 Jul 2023 14:31:18 +0000https://www.jystxc.com/?p=15360Os donos de bares, restaurantes e lanchonetes interessados em potencializar os seus pequenos negócios podem participar, gratuitamente, de novos cursos e programas de capacitação oferecidos pelo Sebrae em parceria com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). O objetivo dos treinamentos é impulsionar o desenvolvimento, a inovação e o crescimento sustentável das empresas do ramo, com oportunidades de melhorar a eficiência energética da empresa, de tornar o negócio mais competitivo no mercado digital e ainda de implementar inovações de baixo custo e alto impacto.

No momento, estão sendo oferecidas três opções de capacitação, sendo duas totalmente on-line e uma híbrida, com uma parte de consultoria presencial. Todos as formações são gratuitas. Para participar, os empreendedores do segmento devem realizar uma pré-inscrição no site específico da parceria do Sebrae e da Abrasel. Cliqueaqui para acessar.

Aprenda a aumentar a lucratividade do negócio com eficiência energética

Com o curso on-line “Aumentando a lucratividade com a eficiência energética”, o empresário será capaz de compreender e aplicar as melhores práticas de consumo de energia em suas atividades, reduzindo custos e desperdícios para buscar os melhores resultados. Durante duas horas de capacitação serão apresentadas práticas para ter uma boa eficiência energética e combater o desperdício. O início do curso é imediato e oferece certificado digital de participação.

Melhore seu negócio no universo digital

Os empreendedores que querem se tornar mais competitivos em um mercado cada vez mais digital podem se inscrever no programa UP Digital. A iniciativa oferece uma formação ampla e prática sobre marketing digital, incluindo planejamento, criação de conteúdo e monitoramento das redes sociais. As consultorias são realizadas por especialistas e com foco no segmento. O programa UP Digital tem duração de 15 dias e é totalmente on-line. O início das turmas depende do número de inscritos.

Inovação para gastar menos e faturar mais

Quem participar do programa Brasil Mais Produtivo será acompanhado por um Agente Local de Inovação (ALI) do Sebrae por até seis meses, com encontros on-line e presenciais. Após um diagnóstico e uma análise das práticas de gestão e processos produtivos da empresa, são identificadas as oportunidades de melhorias. Com apoio do ALI, o dono do negócio poderá implementar ferramentas digitais de baixo custo. Os aspectos da empresa que são abordados no programa incluem marketing, faturamento e finanças, processos e gestão de pessoas.

Parceria estratégica

O setor de alimentação fora do lar é um dos que mais emprega no Brasil e é formado, em sua maioria, por micro e pequenas empresas (97,8%). Segundo dados do Ministério do Trabalho e Previdência, em 2020, cerca de 317 mil dessas micro e pequenas empresas contratavam funcionários e foram responsáveis por gerar mais de 900 mil empregos.

O analista de Competitividade do Sebrae Nacional Luiz Rebelatto destaca que as capacitações, promovidas em parceria com a Abrasel, levam aos donos de negócios do setor ferramentas de gestão valiosas, de aplicação prática e descomplicada.

“Essa parceria com a Abrasel vem para aprimorar as habilidades dos donos de pequenos negócios do ramo de alimentação fora do lar para que se tornem mais competitivos, enfrentem da melhor forma os desafios do mercado e alcancem sucesso”, declarou.

O presidente-executivo da Abrasel, Paulo Solmucci, considera que a parceria com o Sebrae é uma aliança estratégica para impulsionar o crescimento do setor de bares e restaurantes de todo o Brasil.

“Estamos entusiasmados em colaborar com o Sebrae, compartilhando conhecimentos e recursos valiosos para apoiar os empreendedores do setor, promovendo o desenvolvimento sustentável e o fortalecimento dos negócios”, avalia.

]]>
betfair - bares e restaurantes – betfair – betfairhttps://www.jystxc.com/cultura-empreendedora/sebrae-e-abrasel-divulgam-solucoes-gratuitas-para-capacitar-empreendedores-do-setor-de-alimentacao-fora-do-lar/Tue, 27 Jun 2023 20:38:33 +0000https://www.jystxc.com/?p=14469Com o objetivo de impulsionar o desenvolvimento, a inovação e o crescimento sustentável das empresas do setor de alimentação fora do lar, a parceria entre o Sebrae e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) ganha impulso. O acordo entre as duas entidades prevê programas e iniciativas voltados para o aprimoramento dos negócios e a capacitação dos empreendedores de bares, restaurantes, lanchonetes e afins. A qualificação é gratuita. Para se inscrever, basta acessar o site parceriasebrae.abrasel.com.br.

Os participantes terão acesso a estudos de mercado, tendências de consumo, estratégias de marketing, uso racional de recursos, inovação, economia circular, gestão financeira, boas práticas de segurança dos alimentos, entre outros.

Para Décio Lima, presidente do Sebrae, a parceria com a Abrasel reforça o compromisso da instituição em apoiar as micro e pequenas empresas, impulsionando a economia local. “Estamos empenhados em fornecer aos empreendedores do setor de alimentação fora do lar as ferramentas necessárias para aprimorar suas habilidades de gestão e enfrentar os desafios do mercado. Juntos, iremos criar um ambiente favorável para o crescimento e o sucesso das empresas do setor”, afirma.

“A união entre a Abrasel e o Sebrae é uma aliança estratégica para impulsionar o crescimento do setor de bares e restaurantes no Brasil”, afirma Paulo Solmucci, presidente-executivo da Abrasel. “Estamos entusiasmados em colaborar com o Sebrae, facilitando o acesso a soluções e recursos valiosos para apoiar os empreendedores do setor, promovendo o desenvolvimento sustentável e o fortalecimento dos negócios.”

Entre os serviços disponíveis no lançamento da parceria, destacam-se um curso on-line que traz medidas simples e práticas para economizar com a conta de luz nos bares e restaurantes, aumentando os ganhos e a competitividade. Também faz parte um programa composto de ações e ferramentas de marketing para aumentar a presença digital da empresa e explorar as redes sociais para potencializar as vendas. E, por fim, um programa com soluções de gestão de pessoas, processos, marketing, faturamento e finanças, por meio de melhorias rápidas e de alto impacto. Neste último, agentes locais de inovação (ALI) vão pessoalmente às empresas, levando orientações sob medida e acompanhamento contínuo para apoiar a implantação das melhores práticas do mercado.

Para mais informações sobre os cursos e programas oferecidos, e para realizar a pré-inscrição, acesse: parceriasebrae.abrasel.com.br.

]]>
betfair - bares e restaurantes – betfair – betfairhttps://www.jystxc.com/cultura-empreendedora/bares-e-restaurantes-esperam-bom-faturamento-com-o-dia-dos-namorados/Tue, 06 Jun 2023 20:38:13 +0000https://www.jystxc.com/?p=13916Junho promete ser um mês promissor para o setor de bares e restaurantes, de modo especial graças ao Dia dos Namorados, data tradicionalmente lucrativa para muitos estabelecimentos. De acordo com uma pesquisa nacional realizada pela Abrasel, 79% dos empresários do ramo esperam um aumento no faturamento em comparação com a mesma data no ano passado. Do total, 57% acreditam que o incremento será de até 30%. A pesquisa contou com a participação de 2.141 proprietários e gestores de bares e restaurantes de todas as regiões do Brasil.

Segundo o presidente da Abrasel, Paulo Solmucci, a celebração costuma representar o dia de melhor faturamento do ano para muitos bares e restaurantes. “Este ano, teremos o dia dos Namorados em uma segunda-feira, o que consideramos muito positivo, pois atrai público para um dia da semana normalmente menos movimentado, em que alguns estabelecimentos nem abririam. Com base nisso, a confiança é ampla em alcançar um faturamento superior ao registrado no ano passado”, afirma.

Em relação ao cenário econômico das empresas do setor, observou-se uma melhora significativa em comparação com meses anteriores. Em abril, 21% dos estabelecimentos relataram prejuízo, uma redução de seis pontos percentuais em relação aos 27% registrados em março – e o melhor resultado do ano desde janeiro. O número de empresas que trabalharam em equilíbrio foi de 41%, enquanto 37% tiveram lucro – 1% das empresas pesquisadas não responderam ou não existiam em abril.

“É animador perceber que nos últimos meses houve uma redução no número de empresas operando com prejuízo, voltando aos níveis registrados no final do ano passado, embora ainda seja um número considerável. Diante disso, é crucial destacar a importância de programas de auxílio, como o PERSE (Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos), e lutar pela reabertura da inclusão no Cadastur, para que o programa possa abranger um maior número de estabelecimentos”, completa Paulo Solmucci.

Empréstimos

Em relação aos empréstimos, a pesquisa revelou que dois terços (66%) dos estabelecimentos consultados possuem empréstimos contratados atualmente, sendo que 67% deles obtiveram crédito pelo Pronampe. Após a promulgação da nova lei em abril, que permite a prorrogação dos prazos de pagamento junto aos bancos, 11% solicitaram renegociação e obtiveram sucesso, enquanto 9% estão aguardando resposta. Por outro lado, 11% solicitaram e não conseguiram renegociar, e 70% ainda não realizaram a solicitação. A inadimplência em relação ao programa é de 14%, acima da média do mercado, que é de 4,1%. “Para poder honrar compromissos mais urgentes, os estabelecimentos vêm deixando de pagar dívidas, principalmente relativas a impostos federais”, finaliza Solmucci.

]]>
betfair Mapa do site