859764
Compartilhe

Sebrae e Apex negociam convênio de promoção do Comércio Exterior brasileiro

Parceria será formalizada no Brasil com a participação do presidente Lula da Silva
PorRedação
859764
Compartilhe

O Sebrae e a Apex Brasil anunciaram, nesta terça-feira (14), um plano de promoção de exportações para as startups e os pequenos negócios brasileiros, convênio já assinado entre as instituições. A informação foi divulgada na inauguração do Pavilhão Brasil no Web Summit 2023, em Lisboa, considerada uma das maiores feiras de inovação e startups da Europa. A formalização deste plano, que está terminando de ser estruturado, acontecerá no Brasil, na presença do presidente Lula.

Presidente Décio Lima, do Sebrae Nacional, ao lado de Jorge Viana, presidente da Apex. Crédito: Fernando Donasci.

A partir desta iniciativa, o presidente do Sebrae, Décio Lima, defendeu a importância de qualificar os empreendedores e dar condições para eles alavancarem negócios no exterior. “A economia está cada vez mais integrada e globalizada, com uma nova ordem social. Mesmo com a força do Brasil liderando o Mercosul e o G20, a inovação deve carregar sempre nossa paixão e felicidade. Os valores humanistas de não perdermos o abraço, os gestos de fraternidade e os processos de inclusão social”, destacou Lima. Ele ainda destacou a importância de envolver diversos atores da sociedade, do Congresso Nacional à academia e sociedade civil.

Por sua vez, Jorge Viana, presidente da Apex, citou que, entre os programas englobados no convênio, está o “Exporta Mais Amazônia”, que busca levar competitividade aos produtos da região e promover essas exportações: “Estamos, por orientação do Presidente Lula, negociando com o Sebrae o maior convênio para a promoção do comércio exterior do Brasil. O Sebrae é especialista em criar e desenvolver empresas e startups. Já a Apex, é especialista em apoiar empresas na internacionalização. Será o maior convênio da história do setor”.

Jorge Viana, presidente da Apex, fala sobre a parceria com o Sebrae. Crédito: Fernando Donasci.

Também no Web Summit Lisboa, nesta terça-feira, o Sebrae fechou duas importantes parcerias para ajudarstartups brasileiras a receberem investimentos estrangeiros para atuar em escala. Uma delas com a 351, associação portuguesa de startups com mais de 1.600 membros, e outra com o COREangels Atlantic, fundo de investimento português que apoia empresas interessadas em expandir para outros países. Na presença de Bruno Quick; diretor-técnico do Sebrae; do presidente e da vice da 351, Fernando Jardim e Elisa Tarzia; e de Maurizio Calcopietro, do COREagels Atlantic.

Ecossistema da inovação

O embaixador Laudemar de Aguiar Neto, secretário de Promoção Comercial, Ciência, Tecnologia, Inovação e Cultura do Ministério de Relações Exteriores, elogiou o nível das startups brasileiras presentes no Web Summit 2023. “Todos querem fazer negócio, todos querem ganhar dinheiro, todos querem virar unicórnio, mas é muito importante melhorar a qualidade de vida das pessoas e induzir o mesmo avanço nos outros países estivermos. Temos que aproveitar essa ponte entre Brasil e Portugal”.

Alexandre Amorim, presidente do Serpro, revelou valores comuns da instituição com o Web Summit 2023 e o apoio às parcerias entre o Sebrae e a Apex. Segundo ele, o Serpro é responsável por 90% dos sistemas estruturantes e dos dados do governo brasileiro – o que demanda grande responsabilidade para garantir privacidade de dados e autonomia do governo. “Agradecemos a liderança da Apex e do Sebrae, pois temos muito negócios a desenvolver. Queremos ser parceiros das startups e produzir ambientes de inovação juntos”.

A deputada federal Ana Paula Lima (PT/SC) destacou a importância da participação feminina na Web Summit 2023: “Vivemos em um mundo onde somos a maioria, mas em alguns espaços, a mulher ainda tem de trabalhar muito para ser notada. Na política, na inovação, na tecnologia, mas isso falta oportunidade. O Brasil voltou e chegou agora a Portugal, com uma grande delegação. O governo brasileiro está abrindo portas. Somos um celeiro de talentos, que precisam de oportunidades, como esta, no Web Summit de Lisboa”.

Por fim, Marília Marton, secretária de Cultura e Economia Criativa do estado de São Paulo, citou a criação de plataformas pelo Governo paulista, com foco nas áreas de inovação e sustentabilidade. “Estamos lançando uma plataforma do governo do estado, focada na recuperação da nossa Mata Atlântica e no museu das culturas indígenas. Vamos potencializar esse movimento em prol do meio ambiente junto de startups”, finalizou a secretária.

  • Apex
  • exportação
  • Inovação
  • Web Summit Lisboa
  • Web Summit Lisboa 2023