win85Atualização
Compartilhe

Roadshow realizado pela Petrobras e o Sebrae chega à Bahia com oportunidade para pequenas empresas

Bahia é o terceiro estado do Nordeste a receber o evento “Construindo Negócios com a Petrobras”
PorCristiana Fernandes
win85Atualização
Compartilhe

Depois de passar por Pernambuco e Rio Grande do Norte, oroadshow “Encontro com Fornecedores – Construindo Negócios com a Petrobras” chegou à Bahia nessa terça-feira (14). O evento promovido pela Petrobras em parceria com o Sebrae foi realizado no auditório do Sebrae Bahia, em Salvador, e recebeu mais de 200 donos e representantes de pequenos negócios baianos com o objetivo de aproximá-los da empresa multinacional para conhecer melhor suas atividades e seus objetivos ligados à futura exploração e produção de petróleo e gás natural.

Polo Sebrae Onshore – Roadshow Encontro de Fornecedores. Foto Darío G. Neto/ASN BA.

Durante as falas de abertura, a representante da gerência de Relações Institucionais da Petrobras, Glenda Lustosa, afirmou ser um prazer participar do terceiro evento da Petrobras de aproximação com o mercado fornecedor no Nordeste desse formato. “Realizamos encontros em outros estados do Nordeste para garantir o alcance dos objetivos do nosso plano estratégico, pois, para isso, precisamos de vocês, fornecedores, e os fornecedores de fornecedores. Será inclusive assinado, muito em breve, um protocolo de intenções entre o Sebrae e a Petrobras para garantir a continuidade dessa iniciativa”,

Em sua fala, o gerente executivo de Terra e Águas Rasa da Petrobras, Francisco Queiroz, comentou o processo de desinvestimento Onshore vivido pela Petrobras nos últimos anos. “Algumas das unidades que a Petrobras tinha saíram da atividade do Onshore, mas ela permaneceu na Bahia e no Amazonas. Agora, a gente vai fazer isso da forma mais competente que seja possível de se fazer. Vamos fazer a Bahia rentável, sustentável e, para isso, essa parceria com o Sebrae e com fornecedores locais vai induzir mais ainda o desenvolvimento regional. Vamos trazer as possibilidades”, assegurou.

O diretor superintendente do Sebrae Bahia, Jorge Khoury, deu as boas-vindas, agradeceu a presença de todos e todas e cumprimentou, em especial, aos fornecedores presentes. “É um prazer estar aqui com vocês e o meu primeiro cumprimento vai aos fornecedores, vocês é que são o objetivo aqui. Eu não tenho dúvidas de que com vocês, por orientação da Petrobras e com o apoio do Sebrae, nós podemos fazer muito mais”, reconheceu. O superintendente falou ainda do novo momento que a Petrobras está iniciando na Bahia. “Agora, a gente pode ajustar, adequar tudo aquilo que foi feito no sentido de melhorar, de trazer resultado maior, evidente. O resultado da empresa final depende muito dos seus fornecedores, daqueles que estão trabalhando com vocês e aí o Sebrae tem toda condição de poder continuar dando apoio nessa qualificação”, concluiu.

Rodada de apresentações

Após a abertura, foi iniciada a rodada de apresentações de representantes da Petrobras sobre diferentes perspectivas das novas atividades e projetos da estatal.

O gerente de Relacionamento, Documentação e Riscos em Suprimentos, Adriano Peixoto, trouxe o “Momento ASG”, uma referência ao Ambiental, Social e Governança; a gerente geral da Unidade de Negócios de Produção da Bahia, Marta Vieira Abrão, falou sobre as “Futuras atividades de E&P na Bahia e desafios descomissionamento”; já o gerente geral de Relacionamento com Mercado Fornecedor da Petrobras, Márcio Pereira, apresentou as “Oportunidades e Projetos”; o gerente de Relacionamento com Fornecedor, Gestão da Qualidade e Desempenho, Luciano Monteiro, explicou “Como fazer negócios com a Petrobras?”; ao especialista em Finanças da Petrobras, Alexandre Bittencourt, coube a apresentação dos “Programas de Financiamento para Fornecedores da Petrobras”; por fim, o gerente de Modelos de Negócio de Tecnologia e Conexões para Inovação, Vinicius Maia, abordou o tema “Conexões para Inovação”.

Na sequência, o gestor nacional de Energia do Sebrae, Carlinho Santos, realizou a exposição da “Estratégia nacional de Energia do Sebrae”. Em continuidade às exposições do Sebrae, a gestora do Polo Sebrae Onshore, Aline Lobo, falou da “Atuação do Polo de Referência de Óleo e Gás Onshore”.

O encontro contou ainda com a exposição de cases do Senai/Cimatec. A gerente de Óleo e Gás da instituição, Sara Marques, mostrou os “Cases e Tecnologias do setor de Óleo e Gás”; já o gerente de Pequenos Negócios do Senai/Cimatec, Flávio Marinho, explanou sobre “Soluções Empresariais”.

As apresentações foram finalizadas com um momento de perguntas e respostas mediado pela analista de Competitividade do Sebrae Nacional, Juliana Borges.

Mercado local

A Bahia foi selecionada porque possui um dos quatro polos de referência que abordam o tema energia para os pequenos negócios, o Polo de Óleo e Gás Onshore. Em parceria com a Associação Brasileira dos Produtores Independentes de Petróleo e Gás (ABPIP), o Sebrae local já desenvolve a plataforma PetroSupply, que aproxima empresas compradoras e fornecedoras, além de facilitar o acesso a informações e tendências do mercado.

“Estamos em uma retomada com a Petrobras, justamente pela decisão dela manter alguns ativos Onshore e por entender a necessidade de voltar a se conectar com os mercados regionais. Nesse ambiente a gente tem, hoje, uma nova parceria justamente para somar esforços pois o Sebrae é uma instituição que está em todos os estados do país, temos capilaridade, know-how e expertise adquiridos ao longo desses 20 anos de atuação e a ideia é que a gente consiga, de fato, inserir cada vez mais pequenos negócios de forma competitiva nesse mercado com todo o suporte, com todo um portfólio de soluções adequado, para que eles possam se qualificar e atender às demandas não só da Petrobras, mas de outras operadoras”, explicou Aline Lobo, gestora estadual do Sebrae Energia e do Polo de Referência de Óleo e Gás Onshore.

O gerente geral de Relacionamento com Mercado Fornecedor da Petrobras, Márcio Pereira ressaltou que a “Bahia é passado presente e futuro” para a multinacional. “Hoje, nós viemos aqui para falar do presente e do futuro nas oportunidades que temos em relação aos novos projetos da Petrobras no Brasil como um todo. Falamos também sobre as nossas ambições e planejamento para desenvolvimento dos projetos aqui na Bahia, então, estamos bastante positivos de que vamos conseguir fazer uma colaboração excelente com o mercado fornecedor nessa parceria com o Sebrae que tem o objetivo de trazer informação para o mercado, tentar um processo de desenvolvimento e qualificação para quando as demandas chegarem, o mercado ser capaz de atender. Todo mundo ganha com isso, a Petrobras e o mercado local”, finalizou.

Para Rafael Oliveira, gerente comercial da PPL Manutenção e Serviços – empresa com sede em Dias D’Ávila e presente no mercado há 27 anos -, o encontro foi importante para abrir o leque de possibilidades da empresa que já atende a Petrobras há 15 anos. “Esse evento foi importantíssimo para abrir o leque de possibilidades, amplificar a nossa área de atuação e ver os potenciais mercados que vão ser necessários para a Petrobras manter as suas operações. A gente pretende caminhar junto e apostar nessa nova retomada e nesse investimento para alcançar os objetivos futuros e de abrangência nacional”, contou entusiasmado.

Rafael relembrou que o período de descontinuidade das atividades da Petrobras no estado causou retração, mas levou a PPL a apostar mais e não ficar refém da estatal. “A gente ampliou um pouco o nosso leque e deu uma minimizada nessa aposta. Agora, a gente sente confiança com esses depoimentos e todo o engajamento da Petrobras em dar também uma sustentabilidade no processo junto aos fornecedores na parte de financiamento, de tecnologia, de tudo. A gente volta a apostar nessa grande empresa e a caminhar juntos para continuar crescendo”, concluiu.

  • fornecedores
  • off shore
  • on shore
  • Petrobras