Bubble Beauty
Compartilhe

SPFW 56 inspira expansão de pequenos negócios no universo da moda

No Brasil, 87% do total de 2,3 milhões de empresas ativas no segmento são formalizadas como MEI, microempresa ou pequena empresa
PorRedação
Bubble Beauty
Compartilhe

A nova edição da São Paulo Fashion Week (SPFW 56), que começa nesta quarta-feira (8) e vai até 12 de novembro, abre espaço para o empreendedorismo no mundo da moda. No Brasil, o segmento é representado, em sua enorme maioria (cerca de 87% do total), por pequenos negócios, em especial as microempresas (54,4%). No total, até maio, o país contabilizou 2,3 milhões de empresas ativas nesse ramo da atividade econômica.

Os números fazem parte de levantamento feito pelo Sebrae a partir de dados da Receita Federal. Todos os dados sobre o perfil do setor podem ser acessados na plataforma Data MPE Brasil. Conheça aqui.

De acordo com a gestora de Moda do Sebrae Nacional, Adriana Menegaz, a participação de pequenos negócios na SPFW 56 contribui para o desenvolvimento de novos produtos e serviços no segmento, na medida em que os empreendedores têm contato com as últimas tendências e inovações que inspiram o processo criativo.

“Será um momento para que os donos de pequenos negócios no ramo da moda se atualizem quanto às tendências de design, materiais, cores, produtos e experiências, mas também façam networking com outros profissionais do ramo, incluindo potenciais parceiros e investidores. Além disso, o SPFW oportuniza conhecimento sobre o que é necessário para participar de um evento dessa proporção”, frisou.

Moda aplicada aos pequenos negócios

Durante a SPFW 56, o Sebrae vai oferecer um ambiente dedicado aos empreendedores que sonham em atuar no ramo e aos donos de pequenos negócios que desejam crescer nesse mercado. No espaço montado no Komplexo Tempo serão compartilhados conteúdos sobre tendências da moda aplicada aos pequenos empreendimentos, com a apresentação de painéis que tratam de boas práticas de ESG, além de cases de marcas próprias que foram atendidas pelo Sebrae e que desfilam no evento, como é o caso da Thear Vestuário (veja mais abaixo).

Os empreendedores vão poder conferir conversas cheias de insigths com representantes do Instituto Lojas Renner e da Casa de Criadores e conhecer as iniciativas do Polo Sebrae de Economia Criativa. Além disso, o programa Inova Moda vai apresentar novas tendências, de acordo com o que será exposto nas passarelas.

O Sebrae também organizou ações mobilizando empresários de seis diferentes estados (RR, GO, SC, SP, RS, AL), que terão a oportunidade de se inspirar e se conectar com diversos atores da indústria da moda, estilistas, produtores e marcas.

Diversidade na passarela

Com cinco anos de história, a marca autoral Thear Vestuário, criada pelo goiano Theo Alexandre, vai apresentar a coleção “Curvas e Movimentos”, para o Movimento Sou de Algodão, em tributo ao jeans. Antes do desfile, no dia 9 de novembro, o consultor de negócios da marca, Leandro Pires, é convidado do Talk “Empreendedorismo de Moda” no estande do Sebrae, a partir das 16h15.

A marca busca produzir moda de forma mais consciente, com reutilização de resíduos dos tecidos que sobram no corte, como também resgatar técnicas tradicionais e valorizar modelagens atemporais, com uso principalmente de monofibra 100% algodão, tecido natural e biodegradável.

“A semana de moda também promove a diversidade, dando às micro e pequenas empresas a oportunidade de mostrar suas criações únicas, representando diferentes estilos e culturas, oferecendo também impacto criativo aos empreendedores presentes no evento”, avalia Menegaz.

Saiba mais sobre a SPFW 56: https://www.lushdd.com .

  • Moda
  • São Paulo Fashion Week
  • SPFW